Poemas declamados

Loading...

02 março, 2009

««Procura««


Olham para mim com um olhar escancarado
Ás vezes sinto-me transparente, outras neblina
Decididamente faço parte de um quadro esborratado
Sou uma peça que não encaixa na rotina

Na poeira desta vida passo agastada
Vaguei-o de alma tresloucada na noite fria
Percorro caminhos por uma terra assombrada
Se eu morresse agora , talvez se fizesse dia

Pergunto meu Deus, será que no mundo existe alguém
Que me olhe nos olhos, na magia do olhar, sem me fazer chorar
Me puxe prá vida, me faça ir sempre mais além

Cansada do mundo, perdi a vontade de sonhar
Tantas são as duvidas que me consomem
Se continuar na procura, o que será que vou encontrar

Sem comentários: