Poemas declamados

Loading...

31 março, 2009

««Anseios««


Pensei dizer-te palavras de amor
Não encontro a palavra apropriada
Ocorre-me uma sílaba desconectada
Acabo por guarda-la no peito com dor

Repensei, envio-te airosa flor
Flores brancas da giesta agreste
Como agreste é esse olhar que me deste
Anseios, que escondeste em jeito sonhador

Quero dizer-te palavras de amor
Tenho-as retidas na lágrima que cai
Que me inunda a alma em pétalas de cor

Manto que cobre os campos vistosos
Deleite para os meus, os teus olhos
Lembrando poemas em versos caprichosos

Sem comentários: