Poemas declamados

Loading...

25 março, 2009

««Embalo-me««


Embalo-me nesse teu cheiro
Os meus sentidos se deleitam, em ti
Ao mesmo tempo que me inundam, a mim
De fragrâncias e tremores, feiticeiro

Entrego-me nessa onda por inteiro
Desfrutas-me como se eu fora um jardim
Assim te perfumas em aromas de jasmim
Nuvem de pétalas, um amor verdadeiro

Assim numa entrega sem reservas
Vamos construindo o pilar da existência
Mesmo que pelo caminho nasçam angústias

Angústias, apenas o pilar em construção
De dois seres que se amam e tem medo
Que seja curta a vida, que se esvaia na paixão

Sem comentários: