Poemas declamados

Loading...

08 abril, 2009

«« Emoções a despertar ««


Chegaste em sopro de mar
Emoções a despertar
Chamaste sem eu contar

Trouxeste nas palavras
Trémulas de incerteza
Trouxeste rosas bravas
De imaculada beleza
Das cantigas Portuguesas

Chegaste pela tardinha
Murmúrio perdido ao longe
Estranha emoção a minha
Voz trémula peito ardente
Sem saber o que falar, pensar
Sentimentos a despertar
Enclausurados como monge

Imaginei-te parado
Espírito embaralhado
Ao impulso respondendo
Tinha que ser naquele momento

Chegaste pela tardinha
Voz fraca igual à minha
O destino está chamando
Os anseios está cruzando
Em brisas leves

Tudo parece tão breve
Pouco a pouco ao de leve
Cruza tua alma na minha

Sem comentários: