Poemas declamados

Loading...

02 abril, 2009

«« De mim ou de t i««


Por vezes não sei
Se escrevo para mim
Se é para ti
Por vezes não sei
Se falo de mim
Ou de ti

Por momentos
Penso…que…
Escrevo dos dois
Depois…
De mim…
Ai… de ti

Afinal somos dois

Como podemos ser dois

Estranha pergunta
Sem resposta
Tu… e… eu
Linhas opostas
Em linha recta

O ponto
Que fecha o circulo
O átomo
Que se completa

Dois pólos que se atraem
Positivo, negativo
Força da gravidade
Que nos tira o siso
Por vezes o riso

Afinal
Não sei em que fico
Escrevo para ti
De mim

Pensando melhor
Escrevo-te
Ou leio-te
De ti para mim
Ou de mim para ti


Leio-te no campo
Na água, no céu
Leio-te no vento
Em contra vento
Leio-te na noite
Fria, estrelada

E…
Escrevo-te na madrugada
Quando o silencio
É mais silencio
Quando me sinto
Por ti abraçada
Quando te entro
Nos sonhos
Pela calada


Dura escrita inacabada
A minha…ou a tua
Afinal….
As duas amedrontadas

Sem comentários: