Poemas declamados

Loading...

05 abril, 2009

«« Bailarico ««


O bailarico de aldeia
Mas que coisa mais bonita
Quem não viu não faz ideia
De como tem gente catita

Vestidas de vestido de chita
As moçoilas casadoiras
Dando ares de senhoritas
Lembram garridas papoilas

As mães lembram as colmeias
Sentadas nos bancos de trás
Vão pondo em dia as conversas
Sempre de olho no rapaz

Sempre de olho no rapaz
Que enlaça a filha pela cintura
Não é como em tempos atrás
Se não beija faz má figura

Festa de arromba ternura
Matar saudade dos amigos
Enraizada na nossa cultura
Nascida nos tempos antigos

Assim são os bailaricos
Desde o sul até ao norte
Sempre se bebem uns copitos
Se cantam cantigas de amor e sorte

Sem comentários: