Poemas declamados

Loading...

14 julho, 2010

«« Recordação ««


Recordo cada detalhe do teu rosto
Recordo um sorriso disfarçado
Aquele olhar mais prolongado
Um curvar de ombros composto
Uma ruga no canto do olho
Um brilhozinho sagaz e matreiro
Os teus cabelos, e o teu cheiro
Lembra-me o loiro restolho

Recordo os passos perdidos
Na calçada do pensamento
Percorro-a a qualquer momento
Mesmo que o andar seja contido

Pelo receio daquela curva
O que será que ela esconde
Será um verdejante monte
Ou uma fonte de água turva

Sem comentários: