Poemas declamados

Loading...

07 agosto, 2010

«« Um beijo ««


Coloco um sonho num beijo
Num passo surdo
Num grito mudo
Que encobre o desejo

Mas, afasto-me pela rua sombria
Levo comigo o teu olhar
Que me pede para ficar
Será que vai haver outro dia

Coloco um sonho num beijo
Dado como quem quer agarrar
O momento, e eternizar
Todos os delírios num ensejo

Duas mãos unidas
Presas pelos deslizes da vida
Duas almas vencidas
Pela solidão escondida

A rua sombria traz de volta o calor
De um momento
Como voa alto o pensamento
Como queria voltar, mas a dor
De quem se sente perdida
Empurra-me pela rua esquecida
Será que fujo do amor
Talvez fuja de mim mesma
Fujo de uma lágrima que flameja
O meu rosto, num rio de sal


Que desagua num areal pintado pelo medo
Que os teus olhos me esqueçam
Que os teus lábios me ignorem
E as tuas mãos vazias de mim
Se reconfortem noutro alguém.

1 comentário:

Luís Coelho disse...

"Coloco um sonho num beijo"

Com esta frase fazem-se muitos e belos poemas,cheios de sonho, de magia e fantasia.
É preciso sonhar........