Poemas declamados

Loading...

19 junho, 2009

«« Estrela do norte ««


Estico a mão, sinto o toque daquela estrela
A mais pequena, a mais singela, tão bela
Envolta na sua luzerna amarela
Chega-se a mim, traz a esperança com ela

Estrela do norte, que poisas na janela
Onde espreitam os sonhos, perdidos na viela
Das vontades, que esta vida desmazela
Traz-me o sol, traz a lua, envolta em aguarela

Traz-me o sonho, que perdi no vendaval
Que espalhou o meu choro, pela vida
Traz-me a força que deixei no pantanal

Onde a juventude, se fechou emudecida
Pelo pavor de parecer abismal
Esta força que me arrasta nesta lida

Sem comentários: