Poemas declamados

Loading...

26 dezembro, 2009

«« O sol já vai alto ««


O sol já vai alto
Um sol tímido,
Raiou sem sobressalto
O seu brilho cândido
Eleva o meu pensamento ao alto
O sol já raiou
Que é feito de ti
O tempo parou
E o sol sorri
Da espera que não cessou
O sol riu eu vi
Vi o brilho no olhar
Reflectido no espelho
Vi um ai soluçar
Morrendo de velho
Vi alguém a esperar
Com um vestido vermelho
Vermelho vivo
Como viva é esta espera
Exasperar abrasivo
Que mata qualquer quimera
E volta o ai aflitivo
Recordei a primavera
Quando o amor floriu
As árvores ganharam vida
Foi há tanto tempo, fugiu
E eu aqui, perdida
O meu sonhar ruiu
Ficou preso no telefone
Que ficou mudo coitado
Será que ele consome
Os dias que já são passado
Toca, toca telefone
Trás noticias do meu amado.

O sol já vai alto
Que é feito de ti
Eu em sobressalto
O telefone não ouvi…

Sem comentários: