Poemas declamados

Loading...

26 dezembro, 2009

«« Lábios fechados ««


Elevei a expectativa aos picos mais altos
Fiquei esperando que lesses nas entrelinhas
Talvez, que lesses nos meus lábios fechados
Cega sou, quem espera sempre definha

Elevei a expectativa por robustos telhados
Pensei que tapavam o frio que tinha
As telhas soltaram-se, foram os ventos dobrados
Que teimam em chegar pela noitinha

Acreditei que encontrara o mar salgado
Onde as sereias bailam e cantam um hino ao amor
Mas não, encontrei um lago parado

Que também esperava numa muda dor
Que lhe lessem os lábios fechados
Sabes, agora sei, porque os lírios mudam de cor

1 comentário:

Cria disse...

E brindas o teu leitor com mais uma bela composição ! Beijos.