Poemas declamados

Loading...

05 julho, 2009

«« Rosa vermelha ««


Rosa de vermelho rubro, tal veludo
Danças ao compasso do vento norte
Ondulas levemente ao sabor da sorte
Que longe se encontra, mas contudo

Parece tão perto mas está mudo
Tingiu-se aqui e ali de um azul forte
Onde voam cegonhas de belo porte
Ao longe parece que sabem tudo

Adivinham os teus segredos ó bela rosa
Sabem que de paixão já sofreste
Enquanto foste bela e airosa

Morreste de amores por cravo belo
Mas que amores, de ti sorriu rosa silvestre
Agora bela rosa,o teu espinho é amarelo.

Sem comentários: