Poemas declamados

Loading...

04 julho, 2009

«« Puzzle ««


Passo horas a tentar, o puzzle compor
Vejo e revejo, mais tarde volto a ver
De vez em quando julgo entender
Mas uma nova peça sai, como actor

Aparece feliz com ar sonhador
Dou um passo atrás, finjo esquecer
Por vezes julgo puder adormecer
As peças se encaixam, com algum calor

Mas, nova reviravolta e ficou igual
E eu tento de novo encaixar as peças
Tento decifrar em mensagem especial

Que as peças espalhadas por aqui por ali
Se desnudem nas lágrimas brotadas
Me dêem uma razão para me chegar a ti

Sem comentários: