Poemas declamados

Loading...

24 fevereiro, 2009

««Sonhos de mulher««


Dei de caras com a realidade
A que temia , teimava em não ver
Empurrou-me na esquina, passou a correr
Deitou-me ao chão frio da verdade

Flagelou-me a pele em ventos de tempestade
Quem me dera agora enlouquecer
Para sempre dormir , não querer saber
Que o mundo gelou em glaciar de verdade

Fechar os olhos, sentir que voava
Para terra distante me transportava
Amanhã de manhã, fingir voltar a nascer

E a vida rescrever sem a palavra pensar
Para nunca , nunca mais acalentar
Sonhos de mulher em frases por dizer

Sem comentários: