Poemas declamados

Loading...

25 fevereiro, 2009

««Existirá alguém««


Existirá alguém que me ensine a sorrir
Numa centelha de vida me ensine a sonhar
Me mostre a vida numa flor a florir
Num abraço apertado me ensine a andar

Em ruelas de ilusão nossa vida é trilhada
Por encostas tão íngremes, montanhas desleais
Quase sempre tropeçamos em pedras espalhadas
Martírios sem fim, flagelados em vendavais

Vou correr por aí ao encontro do vento
Na planície marcada por sonhos de amor
Vou espalhar pela terra enorme lamento

Quem sabe no campo escutarei o clamor
De alguém cantando cantigas sem tempo
Me olhe a sorrir, me ensine a pintar, a vida com cor

Sem comentários: