Poemas declamados

Loading...

31 maio, 2009

«« verde ««


Carrego o verde nos meus olhos
O verde em campo aberto
Arrecado-o sempre em molhos
Com a esperança os aperto

Carrego o verde esmeralda
O verde mar, o verde serra
Enfeito de verde esta casa
A que chamo primavera

Quem dera que este verde
Se espalhasse até ti
Que ele te falasse da sede

De te ter ao pé de mim
Ai verde dos meus afetos
Veste-me de esperança, antes do fim

1 comentário:

José Rasquinho disse...

Está lindo, e não é por ser a cor do meu clube (pronto, não estava a falar do SCP, mas esse também é!)que é o clube da esperança.
Pobre planeta azul se o verde um dia desaparece!!!!!