Poemas declamados

Loading...

04 maio, 2009

«« No teu abraço ««


Escondi-me no teu abraço ternamente
E, dormi o sono dos justos,apenas incompleto
Acordei e vi que sonhei simplesmente
Sono conturbado, meu sono encoberto

Abracei-te numa manhã de sol , quente
Senti o bater compassado do coração
Chamei-te meu verbo incandescente
Anafei-me, conduziste-me pela mão

Percorremos alamedas em botão
Ao som do chilrear da passarada
Fiz-me tua nesse instante com paixão

Perdia-me no teu abraço, novamente
Percorria esse caminho incompleto
Para te amar, nada seria diferente

Sem comentários: