Poemas declamados

Loading...

26 outubro, 2010

«« Falas ««


Os teu olhos dizem
As falas que concebem asas

Umas vezes cintilantes
Outras amarguradas
Os teus olhos contradizem
Ás vezes o riso forçado
Agora, eu sei que maldizem
As horas que passam mortas
Por onde deslizam saudades

Deixa que seja o vento
As asas a comandar
Verás que ao teu olhar
Desliza somente o momento

Em que os meus olhos te dizem
Desliza nas asas sem tempo.

3 comentários:

Cria disse...

Sempre bom estar aqui !! Beijo.

Bellis disse...

Momentos mágicos, que deixamos escapar.
Excelente pensamento em poesia.

Paula: pesponteando disse...

Os olhos "janelas da alma", dizem tudo. nos mostra e revela o q vai no outro.
lindo texto!