Poemas declamados

Loading...

29 janeiro, 2009

««Sangue e dor««


Os campos desta terra trigueira
emanam uma beleza especial
Terra de soberbas azinheiras
perdidas nos confins de Portugal

Moças cantam em trova brejeira
doce cantiga , poema ancestral
Melodia de uma vida inteira
que cantam em tom soberbo, abismal

Ai minha terra, enorme clamor
estás cravada na minha mente
corres-me no sangue com tanta dor

Olhos no céu te imploro Senhor
dá um novo alento a estas gentes
fá-los sonhar, com um mundo de amor

Sem comentários: