Poemas declamados

Loading...

27 novembro, 2009

«« O poeta aos meus olhos ( X ) ««


( Macau)
Amigos

Encharcado de misérias existência torta
Avistei Macau terra da sobrevivência
Vi a morte, abracei tristemente a falência
Por milagre bons amigos me abriram a porta

Abraçaram o infortúnio que me transporta
Por caminhos tortuosos de dor e carência
Deram nova esperança à coexistência
Aprendi que amizade é aquilo que importa

D. Maria, Silva Ferreira, Pereira de Almeida
Até vossos filhos me aconchegaram no peito
Mostraram-me a aurora, julgara-a perdida

Com Beckford chegou o reconhecimento, sim
Brilhou minha estrela, merecido respeito
Versátil encantamento se abeirou de mim.

Sem comentários: