Poemas declamados

Loading...

08 novembro, 2009

«« Espaço ««


Não existe espaço… podemos ser um,
Escaparate, até mesmo um grande amor
Mas vivemos apressados, tudo é incolor
Não existe tempo nem sonho algum

Que se imponha à lei da sobrevivência, num
Momento andamos em frente, uma flor
Nos chama a atenção, lá vem uma força maior
Viramos as costas, em instante algum

Nos expomos à nossa vontade, inútil
Somos telecomandos ao sabor do quê
Do supérfluo, daquilo que é fútil

Adiamos a existência sem olhar o porquê
Da flor que cruzou o nosso caminho
Por vezes já tarde… acordamos em choque.

Sem comentários: