Poemas declamados

Loading...

08 setembro, 2010

«« Vencida ««


Onde estão as promessas débeis
De um olhar ternurento
Num cair de tarde
Sob sorrisos frágeis
De um breve momento
Onde estão pensamentos ágeis

Que me elevam em espiral
Pelas emoções cansadas
Pele ressequida
Entre ilusão e real
Duas almas calejadas
Pela satura vida

Onde estão os olhos teus
Perdi-lhe o norte
Numa reviravolta atrevida
Será que foram meus
Na tarde em que a sorte
Levou de vencida
Meus olhos aos céus.

Sem comentários: