Poemas declamados

Loading...

01 abril, 2010

«« O desculpar silencioso ««


Sabem o que mais me chateia, é o desculpar silencioso das massas, esse sim é o grande retrocesso da humanidade, o desculpar silencioso, a retórica do coitadinho lá estará Deus para o julgar.
Estou a ver o ar de espanto de alguns que me vão ler, que logo pensarão o que vai ela aprontar desta vez, ou melhor quem será a coitada da vitima, o que vocês não sabem é que a vitima desta vez sou eu, eu, que bato três vezes com a mão no peito ao me levantar, que rezo antes de cada refeição, e antes de me deitar também.

Acreditaram, pois não passa de uma grande mentira, longe vão os tempos em que acreditava em certas coisas.

Mas o desculpar silencioso continua atravessado, depois deste desabafo.

Porque não se desculpam os coitados dos homossexuais que querem ver os seus direitos consagrados igual a qualquer cidadão de pleno direito, e digo coitados, porque bato com a mão no peito de cada vez que visto a capa e a espada e rumo à avenida da Liberdade, para gritar alto e bom som, não ao casamento homossexual, não à adopção por cidadãos de segunda sádicos e masoquistas, que em nada mais pensam que molestar criancinhas pobres e inocentes. Nasceu uma mãe para ver isto.

Não faz mal se essas mesmas crianças forem violadas pelo pai ou pela mãe, pelo tio pela prima pelo professor, se passarem fome e receberem maus tratos permanentemente, não, isso Deus se incumbirá, agora aos homossexuais nunca!

Por acaso conheço alguns que dariam bons pais, tenho quase certeza.

Mas o raio do desculpar continua a martelar-me o sentido

Porque não desculpo as mulheres que em plena consciência querem abortar, porque são elas que devem decidir sobre a sua vida e sobre a dos filhos que inconscientemente ou conscientemente geraram, para não falar das violadas e estropiadas, essas são raia miúda, porque voltei a vestir a maldita da capa e a pegar na espada, e lá fui eu, num não heróico contra um referendo de um país leviano, porque gritei em todas as homilias repetidamente, não ao aborto, sim à vida.

Porque é mentira.

Porque eu sou a favor do aborto, cansei-me de ver mulheres a sofrer uma vida inteira por se julgarem pecadoras e inferiores a todas as outras.
Porque eu sou a favor do casamento homossexual, ou não fosse o bendito casamento nada mais que um contrato cada vez menos vitalício, que cada um assina sempre que quer, e quando bem quer, para não falar da feira de vaidades que quase sempre envolve o dito casamento ficam os pais endividados e os pombinhos ao fim de um ano já se estão a divorciar, ás vezes menos que isso, o padre esse fica satisfeito cumpriu o seu divino papel, unir um homem e uma mulher segunda as leis da santa madre igreja, porque sou a favor, se um casal homossexual tiver uma vida estável tanto financeiramente como afectivamente, tem o direito de facultar ás crianças que enchem os lares para menores deste pais, sujeitas ás mais variadas atrocidades ( lembrei-me agora da Casa Pia por onde andará esse processo ), tem o direito de proteger e dar uma vida digna a essas crianças, já que a sociedade na maioria das vezes não o consegue fazer.


Mas lá vem a desculpa de novo.

Porque será o silencio, tão silencioso em redor das ultimas noticias vindas a publico sobre a pedofilia praticada por padres católicos contra menores aos seus cuidados.

Li esta manhã qualquer coisa que dizia, mais ou menos isto, vitimas querem que sua santidade o papa seja chamado a depor, de seguida lia-se.

A santa igreja prepara já a respectiva defesa, uma das alegações principais é a de que sua santidade como chefe de estado, está abrangido pela imunidade diplomática.

Não sei se ria se chore, sua santidade foi a (África) a um dos países onde mais se morre com sida, e teve a brilhante ideia de condenar o uso do preservativo assim que saiu do avião,( isto passou-se no ano transacto) continua a levantar o dedo contra o aborto, chamando-lhe crime contra a humanidade, e agora quer imunidade diplomática, apenas porque sua santidade tem conhecimento da maioria dos abusos contra menores desde há algumas décadas e preferiu camuflar os casos e tapar o sol com a peneira.

Pois é o raio da desculpa que me continua a enevoar o cérebro desde esta manhã,

Agora vou rezar três pais nossos e três Ave Marias em nome do Pai do Filho e do que a gente Quiser, porque estou chateada, e vou vingar-me na próxima manifestação que a minha santa fé e sobretudo a minha moral me exija que faça.

E tudo isto porque é tempo de Páscoa, e dizem que existiu um Homem que morreu para limpar os nossos pecados.

Lembrei-me agora, se Ele morreu para me limpar a alma posso pecar à vontade. Amem.