Poemas declamados

Loading...

27 novembro, 2010

«« Orei ««


Orei à virgem um dia, o amor eu lhe pedi
Virei costas fui embora, sem olhar p`ra trás
Essa hora e esse dia, longinquamente perdi
Caminhei por outras estradas, fiz o que fui capaz

Andei por caminhos longos, chorei e até sorri
O tempo, ora extenso ora airosamente fugaz
Recordava-me ao de leve o amor que não vivi
Essa mágoa marota, voltava de forma audaz

Volvi aos pés da virgem, sem vontade de oração
Olhei para ela, um baque no meu peito
A um novo olhar vi profunda solidão

Virei costas fui embora, um toque de emoção
Aflorou o meu sentir fez esse instante perfeito
O teu rosto vi nas nuvens, meu amor não foi visão.

1 comentário:

Luís Coelho disse...

Tantas orações e pedidos feitos à Virgem com a força das nossas necessidades.
Em quantos desses pedidos não vemos o olhar triste da Virgem pela ingratidão de não saber dizer obrigado por tantas coisas conseguidas.