Poemas declamados

Loading...

07 maio, 2010

«« De mim ««


Por vezes queria rir
Numa gargalhada estridente
Rir de mim, mesmo de faces coradas
Olhos no chão olhar ausente
Rir a bom rir, das lágrimas recortadas
Pela razão que me impele a fugir

De mim

Por vezes queria rir
Talvez deixasse de sentir
Que a vida tem principio e fim
Não vale a pena insistir
Em pedaços de marfim
Sempre serei, pedra por partir.

Sem comentários: