Poemas declamados

Loading...

09 junho, 2010

«« Sonho perfeito ««


No tempo em que as rosas florescem
Meu amor, sentirei o calor do teu peito
Quero me aninhar em contra luz, com jeito
Enlaçar tuas mãos, quando as rosas florescem

Quero adormecer contigo ir mais alem
Pela ladeira em que o sonho é perfeito
E assim nessa mansidão sem defeito
Aos meus olhos as rosas se esvaem

Uma a uma dando espaço à certeza
De que o amanhã será hino duradoiro
Meu amor, sei, sei com tão grande firmeza

Que para o ano, numa espiga de oiro
Encontrarei a mesma candura e beleza
De uma rosa branca, num trigal loiro.

Júlia Soares ( pseudónimo )

1 comentário:

Sonhadora disse...

Simplesmente belo este poema.
Desculpe ir entrando...mas o postigo estava aberto.

Beijinhos
Sonhadora