Poemas declamados

Loading...

29 junho, 2010

«« Razões desgastantes ««




As palavras rasgam-se ao meio
Penso ignorar as laterais cortantes
Das razões desgastantes

Penso comigo, apenas colho o que semeio
Mas; olho e faço marcha atrás

Revejo-me num instante sagaz
Quando pensava que travava
Uma subida que me empurrava
Para longe dos ecos…

Para trás deixava medos
Corria p`rá lua nova
Descobria novos segredos

Enredos; que se soltam em cada palavra.

Sem comentários: