Poemas declamados

Loading...

06 junho, 2010

«« Ideia ««


Esvoaça um balão brilhante
Uma volta e logo se escapa
Esvoaça, e em cada nova etapa
Um declive lhe parece galante

Esvoaça, num rodopio alucinante
Para logo se enlaçar no pavio
Roda, roda, causando arrepio
Por fim, achando que é o bastante

Se aninha por um breve instante
Nas asas de um passarinho
Infeliz, caiu do seu ninho
E o doido do balão cintilante

Lá continua no esvoaçar constante
Não repara no espinho da rosa
Que o atrai, tão bela e formosa
Se arrebenta o balão extravagante

No meu peito o coração palpitante
Acabou de saltar de emoção
Meu amor quer tu queiras ou não
Uma ideia é um balão deslumbrante.

Sem comentários: