Poemas declamados

Loading...

25 abril, 2008


Um cravo na espingarda
Numa madrugada
A esperança renovada
Ao romper da alvorada
Naquele mês de Abril
A Nação foi libertada
Nas ruas eram mais de mil
Com cravos na espingarda
A uma só voz foi cantada
Grândola vila morena
A ditadura foi derrubada
O Povo é quem mais ordena

1 comentário:

Anónimo disse...

Está uma rima baril
Sobre o 25 de Abril
Passado um dia apareceu
E hoje se LEU...