Poemas declamados

Loading...

25 abril, 2008

«« Olhar de mulher que passa««

Linda mulher que vais a passar
Olhar altivo, olhando a rua
Olha a mulher que está a chorar
Que tem uma vida diferente da tua

Aquela mulher que é da rua
Todos os dias é humilhada
Sem sorte na vida e quase nua
Sempre agredida e maltratada

A mulher que é obrigada
De sol a sol a trabalhar
Pelo senhor é escravizada
E não tem como se libertar

A velhinha que está a chorar
De olhar vazio, num banco sentada
Tantos os anos a labutar
Agora, está ali, abandonada

A menina que é violentada
Lá longe num país distante
Pelo sexo é escravizada
Fingem não ver, os governantes

Hoje tal como antes
A mulher continua a sofrer
E no mundo os governantes
Continuam sem nada fazer

Quantas mais precisam morrer
Para o dia oito deixar de existir
Todos os dias são da mulher
Pois só ela tem o dom de parir

Neste dia eu vou fingir
Que está tudo bem, que não há mordaças
Não sei se vou chorar ou rir
Olhando a mulher que passa com graça

Coberta de peles, o choro disfarça
Olhar altivo, fingindo não ver
A outra mulher que está na praça
Que de tanto frio, está a morrer…

………………… versos escritos no dia 8 de Março 2008, ao ver os telelejornais e a forma como o tema era abordado….triste!

Sem comentários: