Poemas declamados

Loading...

26 novembro, 2007

Cantar Alentejano


O cantar Alentejano
De uma beleza tão pura
No seu todo mano a mano
Canta a terra e a bravura

Na sua doce brandura
O cantor eleva a voz
Vai cantando a amargura
Que herdou dos seus avós

Na memória de todos nós
Os que no Alentejo nasceram
Ficou gravada a voz
Dos que pela terra morreram

Dos que pela terra viveram
A lutar pela liberdade
Mas acho que já esqueceram
Esses tempos de ansiedade…

Sem comentários: