Poemas declamados

Loading...

30 setembro, 2007

Escrever


Dei comigo a pensar
Porque gosto de escrever
Porque gosto de rimar
E a tinta fazer correr


De onde me veio este saber
À quanto tempo guardado
Escrevo pra quem quiser ler
O que no peito tenho calado


Não foi um caso pensado
Quase que veio por magia
Apareceu por acaso
Na minha caligrafia


A rima quase sorria
Tal foi a devoção
E na tinta que corria
Eu deixei meu coração


Quase escrevo em oração
Para quem me quiser ler
Dou asas à imaginação
E esqueço que não sei fazer….

2 comentários:

lobices disse...

...para quem gosta de escrever só tem uma coisa a fazer: esrever!...
...tão simples quanto isso
...por mais simples que sejam as palavras, se o desejo de as partilhar for imtenso, deixe-se que elas, as palavras, cheguem aos outros para que as vejam
...um projecto é sempre o início de algo; daí que, passa do projecto para algo concreto: avança
...um beijinho

Anónimo disse...

Muito bom , coragem e força para continuares. Tu consegues, e bem. Einstein